As novas estantes (7)

Continuando na secção dos já lidos, relembro agradavelmente os livros de Peter S. Beagle com vários contos fantástico (We never talk about my brother) ou Batalha (de David Soares).

IMG_1695

Segue-se The Alchemy of Stone, dentro do género Steampunk que deixou um gosto agradável mas simultaneamente amargo. Também estranho é Last Dragon, de McDermott, uma história pouco convencial, quer na apresentação da narrativa, quer em acontecimentos.Para uma antologia diferente, aconselho  Baggage, uma composição de histórias australianas que celebram a diversidade do continente.

IMG_1706

Também excelente, mas mais convencional, Realms, uma composição de contos da Clarkesworld que podem ser encontrados também online, gratuitamente. The Devil’s  Alphabet é outra surpreendente história de Daryl Gregory, que já tinha surpreendido com Pandemonium. Finalmente, The Love we Share Without Knowing acompanha o choque cultural entre ocidentais e japoneses com um toque sobrenatural.

IMG_1709

 

 

Alexander Jansson – Strange yet familiar

Alexander Jansson – Mr Puppethead

Estranho, mas simultaneamente familiar é a frase que me ocorre enquanto vejo a galeria de imagens do artista sueco, Alexander Jansson. A galeria divide-se em quatro temas principais, GreenpunkOddscurity, Ramono Bosco, Boatsman Hattington. Podem ainda consultar o deviantArt.

 

 

 

The Ocean at the End of the Lane – Neil Gaiman

the ocean gaiman

Há já algum tempo que não lia um livro do Neil Gaiman. Quanto a este, estava reticente, como costumo estar sempre que pego num livro juvenil – alguns revelam-se demasiado simplistas e lineares, quando não tomam o leitor por parvo. No entanto, estes foi dos livros juvenis de Neil Gaiman que mais gostei, tanto pela delicadeza da história, como pela empatia que o autor facilmente criou pela personagem principal, e, finalmente, pela magia nas componentes mais simples.

A história começa com um homem adulto que, retornando ao local onde viveu a infância, a recorda, relembrando episódios nublados que há muito tinha esquecido. As suas primeiras memórias trazem-nos um rapaz solitário, a quem nenhum outro colega compareceu ao aniversário. E apesar destas primeiras páginas descreverem uma história banal, a forma como estão escritas logo me colaram à leitura.

A verdadeira acção começa quando o carro do pai é roubado, e o rapaz acompanha o pai para reaver o carro (bem como um livro que lá estaria). A demanda alonga-se quando descobrem um homem morto no interior – ter-se-ia suicidado. Enquanto o pai aguarda as burocracias envolvendo a libertação do carro, o rapaz conhece uma rapariga pouco mais velha, que se irá tornar sua amiga.

Após o roubo do carro começam a aparecer moedas por todo o lado. Mas ao invés de provocarem felicidade, causam dor e zangas: o rapaz acorda engasgado com uma na garganta, moedas são atiradas à irmã que o culpa, e moedas apaecem em situação suspeita na bolsa de uma mulher. Quando conta estes acontecimentos à amiga, esta leva-o numa pequena, rápida e aparecentemente incólume aventura  num mundo mágico, onde confrontam o ser responsável pelos incidentes.

No local onde terá sido atingido pelo ser mágico, e onde já não sente qualquer dor, descobre um pequeno verme que consegue retirar a custo – é este verme que há-de voltar sob forma humana, como ama, que lhe atormentará o dia-a-dia e revira a paz familiar, dando a todos, menos ao rapaz, o que mais desejam, mas sempre de forma distorcida.

Viciante e mágico, The Ocean at the End of the Lane pode ser lido tanto por jovens como por adultos. Em português já foi publicado como O Oceano no Fim do Caminho, pela Presença.

 

Destaque da semana – O Grande Manuscrito

o-grande-manuscrito

A notícia no blog de Zoran Zivkovic não é nova, mas só agora me apercebi que está previsto o lançamento do seu último livro em portugês, pela Cavalo de Ferro. Mais curioso ainda é não ter encontrado edição em inglês, nem publicada, nem prevista…

À espera de … (lançamentos internacionais)

No meio das várias listas de lançamentos de ficção científica e fantasia, eis os livros que aguardo expectante:

w505951

The Bone Clocks - David Michell – do mesmo autor que Cloud Altas, The Bone Clocks tem data marcada para 2 de Setembro:

Metaphysical thriller, meditation on mortality and chronicle of our self-devouring times, this is the kaleidoscopic new novel from the author of Cloud Atlas.

ultra thin

The Ultra Thin Man - Patrick Swenson – de lançamento marcado também para o início de Setembro, despertou-me curiosidade pela sinopse, que indicia um misto entre ficção científica e mistério:

In the twenty-second century, a future in which mortaline wire controls the weather on the settled planets and entire refugee camps drowse in drug-induced slumber, no one-alive or dead, human or alien-is quite what they seem. When terrorists manage to crash Coral, the moon, into its home planet of Ribon, forcing evacuation, it’s up to Dave Crowell and Alan Brindos, contract detectives for the Network Intelligence Organization, to solve a case of interplanetary consequences. Crowell and Brindos’ investigation plunges them neck-deep into a conspiracy much more dangerous than anything they could have imagined.

The two detectives soon find themselves separated, chasing opposite leads: Brindos has to hunt down the massive Helkunn alien Terl Plenko, shadow leader of the terrorist Movement of Worlds. Crowell, meanwhile, runs into something far more sinister-an elaborate frame job that puts our heroes on the hook for treason. Crowell and Brindos are forced to fight through the intrigue to discover the depths of an interstellar conspiracy. And to answer the all-important question: Who, and what, is the Ultra Thin Man?

genome

The Genome - Sergei Lukyanenko – Conhecido pela série Nightwatch (com a qual me diverti bastante), lança em Dezembro um livro que parece mais de ficção científica que fantástico:

In the far-future world of Alexander Romanov, humankind is divided into “naturals” and “speshes” – those who have been genetically modified to serve a specific purpose. Alex is a master pilot capable of maneuvering the dangerous realm of space by communicating directly with his ship. He is about to take on the most mysterious and challenging mission of his life when he happens upon Kim, a teenage girl with a desperate secret. Out of a sense of friendship, he agrees to help her, but this decision will end in conflict and tragedy for dozens of worlds.

Últimas aquisições – 2014-08-20

IMG_1682

The New Foundations of Evolution de Jan Sapp é sem dúvida o livro que destoa do conjunto por não ser ficcional. Tive a oportunidade de ver uma palestra deste cientista há uns anos em Portugal e tenho a dizer que, para além da excelente capacidade de apresentação, Jan Sapp se destaca pelas interessantes teorias que apresenta, abordagens pouco convencionais à tradicional teoria da evolução. Apesar de não ser o seu livro mais recente, pareceu-me uma boa oportunidade para conhecer, em maior detalhe, a sua visão da evolução a nível genético.

half a kingDepois de um livro de teor académico, porque não descontrair com Half a King, o último livro de Joe Abercrombie. Num mundo de guerreiros um homem que não pode lutar é metade de um homem. Filho mais novo do rei, decide-se por seguir a via mais intelectual como ministro. Mas antes de formalmente abdicar de qualquer direito ao trono, toma conhecimento da morte do pai e do irmão mais velho, e promete a vingança pela sua morte. Conhecendo os anteriores do autor, deve-me esperar uma história com muita acção e violência que alterna personagens simples com personagens sorrateiras.

American Elsewhere convenceu-me depois de ler várias sugestões e críticas positivas. A história decorre numa pequena cidade, a perfeita cidade americana que, afinal, não é tão perfeita assim:

Some places are too good to be true.

Under a pink moon, there is a perfect little town not found on any map.

In that town, there are quiet streets lined with pretty houses, houses that conceal the strangest things.

Já publicado em português como O Marciano, The Martian acompanha um astronauta que foi dado como morto e esquecido em Marte pela sua missão. Tenta sobreviver com os poucos recursos que tem, sabendo que o que tem não chega para se manter vivo durante o tempo que seria necessário para ser encontrado. Se alguma vez fosse encontrado. Sobejamente recomendado, logo verei o que me espera.

The Girl with all tbe Gifts aparece descrito como uma distopia, acompanhando uma rapariga de 10 anos que vive entre uma cela e a escola. Aqui, tal como os colegas, é algemada à cadeira e tratada como um animal, com direito a desparasitação semanal. Tirando esta curta descrição, todas as sinopses são vagas, mas várias são as opiniões positivas. Depois da sugestão de um amigo, eis.

 

 

 

Resumo de leituras – Agosto 2014

Locke 2

09 – Locke & Key Vol.2 – Joe Hill, Gabriel Rodriguez

O segundo volume da série continua a surpreender pela positiva, com novas linhas de acção e novos mistérios para desvendar. São encontradas novas chaves, cada uma com um poder mais estranho que a anterior: que tal podermos abrir os nossos crânios para mudar as nossas memórias? Retirar literalmente os nossos pesadelos, ou saber todo o conteúdo de um livro sem necessidade de o abrir?

Hogfather

10 – Hogfather – Terry Pratchett

E se alguém quisesse matar o Pai Natal? Contrataria a Cooperativa de Assassinos, claro ! E é assim que estes nobres profissionais aceitam o serviço de tentar aniquilar uma figura que ganha corpo graças à imaginação. Tal como a Morte que, fascinada com os humanos, decide substituir o bem disposto barrigudo de barba branca, descendo fantasiado pelas chaminés. Hogfather pertence à série Discworld, uma série fantástica carregada de elementos absurdos e cómicos que por vezes se aproveita de mitos ou lendas para as decompor e reconstruir em curiosas sátiras. Ainda que tenha passagens engraçadas, não achei que este fosse dos melhores da série Discworld, possuindo momentos de acção caótica e subaproveitando as possibilidades dentro da premissa.

annihilation

11 - Annihilation - Jeff Vandermeer

O que é, e como se chega à Zona X, ninguém do público comum sabe. Do território desabitado pelos humanos mas controlado pelos militares sabe-se que foi outrora um pedaço normal no mapa até algum evento desconhecido o ter transformado. A história centra-se numa das quatro exploradoras da 12ª expedição à Zona X, uma bióloga. Treinadas pelos militares e transportadas inconscientes até à Zona X, cedo descobrem que pouco do que aprenderam corresponde ao que vão encontrar: construções inesperadas, frases desenhadas em material orgânico ou vestígios das anteriores expedições. O tom da história é introspectivo:apesar de seguir a bióloga pelas descobertas arrepiantes, vamos assistindo ao desenrolar da sua história pré-Zona X. Algo que com outro autor poderia ter resultado mal, mas que neste caso deu, a meu ver, mais força aos eventos assustadores. Primeiro volume de uma trilogia, irei de certeza adquirir os restantes.

the ocean gaiman

12 – The Ocean at the End of the Lane – Neil Gaiman

A história centra-se num homem adulto que, retornando à terra onde viveu na infãncia a recorda. As primeiras páginas descrevem um rapaz que, não tendo amigos, se centra na leitura. Apesar das primeiras páginas descreverem uma criança banal, a forma como estão escritas cedo me fizeram simpatizar com o rapaz ecomeçar a ler rapidamente. E logo a história se tornou fantástica. A verdadeira acção começa quando o carro do pai é roubado. Acompanhando o pai para reaver o carro (e um livro) a demanda alonga-se quando descobrem um homem morto no interior. E assim conhece Lettie, uma rapariga que logo se torna sua amiga mas que tem muito menos de humana do que parece. Apesar de descrever uma história simples com elementos fantásticos, a excelente escrita envolve-nos de simpatia pela rapaz a quem se sucedem os azares e que nos parece isolado do mundo.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 608 outros seguidores