Conto Fantástico – Ficção

A componente de não ficção foi revista há cerca de um mês. Desde aí que ando para terminar a leitura dos contos e apresentar um opinião.

Mutação final é o título da primeira história, um conto onde os portugueses retomam o espírito da aventura e se tornam em peça fundamental no descobrimento do Universo, ou não tivesse sido Portugal o único país a não se envolver numa guerra, recebendo cientistas refugiados que iniciam uma experiência nos novos rebentos da nação lusitana: uma mutação genética que irá permitir a sua adaptação ao ambiente marciano.

Para além de relembrar a série Star Trek (pelas referências constantes e directas), a história recordou-me outras de autores portugueses, onde também se realça a raiz lusitana, com aspiração a uma glória futura e universal, algo que gosto mais de ler quando utilizado de uma forma irónica. Com um início prometedor é uma história que sofre uma reviravolta final engraçada, mas que na verdade não nos leva a lugar nenhum e onde poderiam ter sido cortados alguns detalhes sem importância.

O conto de Carla Ribeiro tem o nome de uma nova estirpe viral criada em laboratório por uma cientista que trabalha para a resistência, Thalormis Zeta. Após testes em seres humanos capturados, constatou-se que o vírus é uma arma biológica poderosa que provoca a morte celular em pouco tempo e a morte do indivíduo em minutos. O objectivo desta arma apenas será conhecido a meio, mas estará relacionado com a tentativa de impedir a migração dos ricos para uma nova colónia em Marte, construída com os recursos necessários para a manutenção do planeta Terra.

Ainda que a história seja engraçada (mas não excelente), acho que é sobretudo na forma que o conto poderia ser melhorado: se a escrita fosse mais simples tornaria a leitura mais fluída. Esta impressão ficou-me principalmente do início do texto e é atenuada com a continuação da história.

De Space Oddity pouco ou nada há para dizer,  um texto quase tão curto quanto a bibliografia da autora, que relata uma despedida em grande.

Cometas Extintos é um conto que decorre num planeta ecologicamente destruído, para o qual são enviados quatro soldados para executar um extermínio, sem as armas habituais e com tecido orgânico como armadura. A missão, que tem uma probabilidade de sucesso de 78%, decorre com algumas surpresas. Ainda que este conto tenha algumas falhas, e um final banal, foi o que mais gostei do conjunto.

Finalmente, o último conto do conjunto, Aleninam, centra-se numa jovem que ajuda na busca de assassinos, através de um poderoso olfacto, característica especialmente induzida para esse fim. Com a premissa mais interessante de todas as histórias em Conto fantástico, não me captou totalmente pela forma como desenvolveu a ideia.

Em suma, na componente de ficção de Conto Fantástico encontram-se ideias interessantes mas verdes, que poderiam ter ganho em maturar um pouco mais, ou em ter sofrido duras revisões de texto. Ainda assim, aconselho a leitura de Cometas Extintos e Aleninam, mas sem elevadas expectativas,  e das componentes não ficcionais da revista, principalmente para aqueles que desconhecem a história da ficção científica em Portugal há mais de 20 anos.

About these ads

2 thoughts on “Conto Fantástico – Ficção

  1. Relativamente a Cometas Extintos (note-se que o título aponta nessa direcção) eu entendi que aquela era uma missão suicida, desde o princípio, que serviu apenas de isco para localizar o inimigo. Se notares a probabilidade de sucesso vai decaindo ao longo da narrativa.

    De resto concordo com tudo o que dissestes relativamente aos outros contos e sou também de opinião que os textos deveriam passar por mais uma ou duas revisões porque parecem demasiado «a despachar».

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s